A   higienização  oral dos bebês deve iniciar desde o nascimento.  Apesar  de   não apresentarem nenhum dentes e sua dieta ser restrita ao leite materno, o importante nessa conduta é habituar o bebê ao ato  da  limpeza e  também prevenir desde cedo problemas orais que podem acometê-lo no  futuro, como a cárie.

A técnica é bem simples. Após cada mamada, os  pais devem passar uma gaze, embebida em água potável, na  língua, lábios  e gengivas do neném, a fim de remover os  restos de  leite. Para  aqueles que  já possuem alguns dentinhos, basta utilizar uma escova dedal molhada em água e  passar levemente nos dentes. A pasta de dente pode ser introduzida a partir do  surgimento dos primeiros dentes, porém, deve ser SEM FLÚOR!

A pasta fluoretada está liberada para crianças a partir de 4 anos, as quais já conseguem cuspir. A higienização noturna é a mais importante. A criança não deve dormir sem que antes seja feita uma  limpeza oral,  pois  a salivação diminui  com  o sono, e os dentes ficam mais susceptíveis à cárie.

Para completar a adaptação do bebê à escovação, é imprescindível que o mesmo seja levado ao dentista desde cedo (até mesmo antes do nascimento dos dentes). Pois ele irá se habituar a um consultório odontológico de maneira gradual e evitará traumas posteriores.

 

Dra. Bianca Poncioni

Cirurgiã-Dentista do Clínica Seraphis